Proibição de Uso de Anticoncepcional na França

Imagem Vídeo-Post 001

Reveja o vídeo sobre a proibição de Uso de Anticoncepcional na França. Foi uma medida anunciada na França no início do ano. O conteúdo do vídeo gravado por Telmo Giani é interessante e útil.

O anticoncepcional proibido na França tem em sua composição um derivado da progesterona, a CIPROTERONA e um derivado do estrogênio, o ETINILESTRADIOL.

A agência francesa de medicamentos resolveu proibir a venda deste medicamento com a alegação de que 4 mulheres faleceram nos últimos 25 anos além de várias outras que tiveram complicações decorrentes do uso do medicamento como TROMBOSE, AVC e outras patologias cardiovasculares.

Você deve ter observado na mídia a reação de diversas  mulheres usuárias do medicamento. Várias disseram que iriam abandonar a medicação e outras, mais moderadas iriam consultar o seu médico. Aí está o ponto principal. Mais do que discutir o efeito do anticoncepcional, é importante que a mulher que usa o anticoncepcional, use um anticoncepcional prescrito pelo médico.

A mulher não deve se automedicar e muito menos seguir opiniões de leigos, de vizinhos e de amigos que não tem nenhum conhecimento sobre endocrinologia, sobre fisiologia e simplesmente dizem para a pessoa: “Eu estou tomando esta pílula, ela é muito boa, experimenta você também”.

É um procedimento totalmente errado. Então este ponto deve ser enfocado.

Segundo ponto: a TROMBOSE é uma reação adversa importante, mas é um evento adverso RARO. Vamos aos números divulgados pela FEBRASGO (Federação Brasileira da Associações de Ginecologia e Obstetrícia), um órgão Oficial a nível nacional:

  • O risco de trombose para mulheres que não tomam anticoncepcional seria de 2 usuárias em cada 10.000 mulheres.
  • Para as mulheres que tomam o anticoncepcional o risco seria de 4 mulheres em cada 10.000 mulheres.

E agora um dado que não foi divulgado:

  • Uma GESTANTE apresenta um risco muito maior: 16 a 20 gestantes em cada 10.000 podem apresentar trombose.

Conforme você observa o risco das gestantes é muito maior. Outro ponto: não há motivo para haver alterações de comportamento para a mulher no sentido de trocar o anticoncepcional ou parar de tomar. Se ela foi avaliada pelo médico, houve uma anamnese rigorosa e tem um acompanhamento médico, não há motivo para a mulher se preocupar. Evidentemente, uma mulher hipertensa, tabagista, acima de 35 anos de idade e que já tem um histórico de AVC ou de trombose, este tipo de perfil é contra-indicado o uso da pílula. Por isto repetimos: é importante que a pílula tenha sido prescrita pelo médico. Se foi prescrita pelo médico e você está sendo acompanhada, o seu risco evidentemente é mínimo. Então, apresentou dúvida em relação a isto, consulte o seu médico, consulte um profissional da área de saúde, vá em sua drogaria de confiança. Lá tem o seu farmacêutico. Ele está apto para orientar você a respeito do uso do medicamento. E pode ter certeza que ele não irá prescrever o medicamento para você. Ele irá orientar a você sobre a necessidade de procurar um médico. Cursos Online na Área de Farmácia

Sobre o Autor: Telmo Giani

Foto Curso Farmacologia OnlineTelmo Giani é Farmacêutico, Professor e Palestrante. Criou e desenvolve uma Metodologia Diferenciada de Estudo da Farmacologia. Ele consegue sintetizar em vídeos de 5 a 8 minutos as melhores Dicas, Orientações e “Macetes” sobre Doenças e Medicamentos. Já treinou mais de 12.000 Profissionais do Varejo Farmacêutico. Veja neste site: http://farmacologiaonline.com

Clique no banner abaixo para acessar o site:

logo-branco3-600x131